quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Aquarela

Misturei suas cores com as minhas -
esqueci minha aquarela bem em cima do seu peito
(branco e preto,
quente e frio,
fora e dentro...)
Troquei nossos nomes –
agora eu chamo “Você” e quando lhe quero chamo a “Mim”.
Não sei mais fazer poesia,
mas quando fazemos amor,
duendes, fadas, flores e loucos
dançam na nossa cama.
Lá fora Sol e Lua se confundem,
se estou longe de Você.
Lá fora Tempo e Espaço se abraçam,
transtornando todo o universo, fazendo do Caos a Nova Ordem –
só porque estou longe de Você.

Misturei suas cores com as minhas,
seu nome com o meu.
Agora eu chamo Você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário