terça-feira, 4 de outubro de 2011

O Anjo Corredor



 “Não corro mais,
porque sob meus pés não existe mais chão.

O caminho abriu-se a minha frente
Sou leve e livre.

Nuvens coloridas passam por mim devagar.
Dia e noite se confundem,
(não tenho mais pressa, não corro mais)

Apenas abro as asas que por tanto tempo recolhi
e sigo no caminho de estrelas que o Senhor construiu pra mim.

Homenagem a Mário Pavani

2 comentários:

  1. Linda homenagem, quando os pés não mais tocam o solo, as asas alçam voos brihantes de encontro ao céu guiadas pela pureza do coração.

    ResponderExcluir
  2. Cada uma poesia melhor que a outra. Uma verdadeira poetisa. Parabéns pelo talento. (Eddy)

    ResponderExcluir