quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Não te amo




No cenário de guerra da cama macia,
Passeio por entre os montes e vales de sua pele morena e morna.
Dormindo,  assim, cansado de amar
Quase acredito na paz que você exala por poros e pelos.

Aproveito o momento, me deito sobre o gigante que dorme
Deixo meu corpo falar diretamente ao seu, tudo o que sente
Sem réplica, sem direito a discussão, calados um no outro...
Silêncio falando do amor que as palavras não conseguem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário