quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Da série #PeitodeRenda



Feito um raiozinho de sol
Seu sorriso me alcança ...
mas é de dentro pra fora
Fragmento de lembrança
------------------------------

Na janela amarela, passa os dias
A moça branca do decote raso.
Debruçada feito florzinha triste,
Parece esquecida num vaso.
------------------------------

O coração triste se pergunta
Por onde andará seu amor.
Sem resposta, bate baixinho...
Não faz alarde da dor.

5 comentários:

  1. Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande, é a sua sensibilidade sem tamanho. Martha Medeiros

    Marcia,, parabéns pelo talento!

    Bell

    ResponderExcluir
  2. Lindo e comovente. Uma singela sugestão de trilha sonora: Januária, uma das primeiras canções do Chico Buarque.
    http://www.youtube.com/watch?v=tSDQjT5GNFE

    ResponderExcluir
  3. Comovida fiquei eu... Obrigada, Bell e cacique. Trilha perfeita!

    ResponderExcluir
  4. Posso dizer que tive a sorte hoje de te conhecer, vim aqui,li, reli, passeie e passei momentos lindos aqui,adorei tuas poesias, teus contos, teus textos.
    Parabéns, é muito bom encontrar pessoas assim.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Que coisa mais linda e emocionada... Mesmo tristinho, senti seu coração batendo aqui perto!

    Beijos, lindona!

    ResponderExcluir