quarta-feira, 22 de junho de 2011

Com fusão

Confusão mental, não sei porque chama-se confusão mental, não seria espiritual? E o que dizer da confusão no próprio corpo? Afinal, por que a gente sofre por “histórias de amor”? Quase nunca são histórias reais, e sim, amores inventados, como dizia Cazuza, por que, não sei porque, temos tanta necessidade de inventar amores, como se viver fosse menos importante que amar...
Sim, eu sei, são os hormônios, malditos hormônios, nos arremessando contra os rochedos, pobre de mim, ao sabor de paixões, que nada mais são que reações hormonais, mais dia menos dia tudo acaba, numa manhã acordo e sinto um vazio no peito, olhos secos e sei que tudo não passou de um engano...
Mas se sei por que ora porra, não sou capaz de controlar, “não tenho borboletas no estômago, e sim águias”, e vou assim, de enfiada, engolindo frases, sussurros, vivendo de expectativas e lembranças, paixão é preciso, viver não é preciso...
É, vi na TV, na internet e na revista, mas dentro de mim sempre soube, paixão é reação química, nunca entendi porque “Química”, afinal, acaba na “Biologia”, na “Física”, sinceramente, há dias que os pensamentos não têm nexo, prioridade é saber de você, porque paixão é preciso, viver não é preciso.
Eu estou tentando dizer, que preciso passar a vida a limpo, preciso por ordem no barraco, que importância uma paixão pode ter na minha vida nessa altura do campeonato? só não entendo porque não posso dormir, comer, trabalhar, fazer as coisas da vida SEM PENSAR EM VOCÊ, não que eu queira, não que faça força, só é assim, que droga...
 Depois alguém quer que eu explique, explicar o quê, tá difícil até escrever, não consigo pontuar direito, mas enfim, você é preciso, explicar não é preciso...

3 comentários:

  1. E explicou claramente.

    Mesmo com-fusão em-mente, foi clara e focou vida, paixão e hormônios por uma ângulo inusitado. Aprendi! Adorei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Se a dor, ao despertar de um dia qualquer, é sabida e inevitável, então, apenas viva!!
    Feche os olhos, dê o passo que falta e mergulhe no abismo...paixão é intensidade e não pode ser vivida pela metade, tem de ter entrega total e, ao fim, dor total. Faz parte.
    Apenas, viva. E seja feliz enquanto isso te for permitido...e que seja por longo tempo...beijos!

    ResponderExcluir
  3. Minha querida, que tanto adoro e quero ver bem!

    A vida é assim mesmo, prega peças na gente o tempo todo... Quando menos esperamos, estamos envolvidos e não sabemos mais como sair desse ninho de confusão!

    Mas que bom que existe o amanhã, para clarear nossos dias e trazer uma nova perspectiva...

    É preciso ter esperança sempre! Garra e força você já tem de sobra...

    Conte comigo!!

    Um beijo bem grande!

    ResponderExcluir